Café com especiarias e ovos mexidos especiais

A refeição mais importante do dia merece tanto carinho e dedicação quanto um almoço de domingo. Por falar em domingo, esse café da manhã é o meu preferido para manhãs dominicais, acordando a hora que quiser, sem despertador ou preocupações.

Vou contar pra vocês sobre a transformação. Como transformar isso:

DSC03327_

Nisso:

DSC03331_

Pois assim como na natureza, aqui na minha cozinha, tudo se transforma e quase nada se perde. Alegre

Como havia falado, esses ovos mexidos com pão tostadinho e café são minha refeição matinal favorita e por isso mesmo decidi me dedicar à melhorá-la. Para isso, nada melhor que ingredientes bons e umas pequenas mudanças.

Primeiro passo: torradas para o forno!

DSC03328_DSC03329_

Um pouco de manteiga e bastante parmesão ralado em cima desse pão desse pão integral e deixe no forno até ficar crocante e o queijo tostadinho.

Segundo passo: o café!

Sem mistério nessa parte. Usei as medidas de sempre – no meu caso, bem forte e pouco açúcar – e acrescentei ao pó de café, já no filtro, uma colher de café de canela e uma pitada de nóz moscada. Se você tiver, pode colocar um pouco de cúrcuma ou curry, mas bem pouquinho. Garanto que o sabor e o aroma vão te surpreender.

Terceiro passso: os ovos!

Eu usei ovos vermelhos caipiras, pois a coloração da gema e o sabor são muito mais intensos. E aqui nesse ponto mudei um pouco também e me surpreendi com o resultado.

Na frigideira com uma colher de manteiga em fogo baixo, quebrei os dois ovos e temperei com pimenta do reino moída na hora (branca e preta) e sal defumado moído na hora também. Eu estava louco para usar meus temperos novos!

IMG_20130513_133106

Quando os ovos começaram a fritar, acrescentei vários pedacinhos de requeijão (daquele de cortar) e continuei mexendo de leve (para não fazer pedaços muito pequenos), até o ponto que queria (não muito bem passados). O requeijão vai derretendo aos poucos e deixa os ovos com uma textura muito leve e cremosa.

Então, eis o resultado:

DSC03333_

Não esqueça do café!

DSC03335_

E nada melhor para acordar num final de semana do que essa trilha:

Da costelinha de porco ao ovo perfeito

Ovo perfeito? Tá loco? Juro procê.

Lendo o DigaMaria esses dias, me deparei com uma receita que me despertou muito apetite e vontade de fazê-la em casa. Na verdade é uma soma de duas receitas.

Essas duas receitas me encantaram muito e devo confessar que a tabela para o cozimento do ovo e a escolha do ponto funciona (vejam nos links do DigaMaria)!

Em mais uma noite ociosa em casa e com a inspiração à mil, decidi testar tudo para poder fazer outro dia com perfeição. Pois então, juntei todos os ingredientes e parei. Parei pois a fome já estava falando alto. Então resolvi fazer um petisco antes para me acompanhar no processo da outra receita.

DSC_5128

Achei uma costelinha de porco na geladeira, que havia sido feita no dia anterior e resolvi dar uma incrementada com um molho agridoce. Cortei uma cebola em rodelas e fritei no azeite e quando estavam transparentes juntei a costelinha e mais: pimenta do reino, nóz moscada e uma pitada de canela (sim, canela), e pimenta tabasco (eu tinha a Garlic, mas podem usar qualquer uma, dependendo de quão picante quiserem). Logo depois, coloquei uma colher de ketchup e uma de mel. As medidas podem variar muito, mas como eu não estava seguindo receita, ficou muito bom. Pra acompanhar, fiz umas torradinhas de pão integral e uma mostarda escura que também encontrei na geladeira.

Feito isso, mais uma gelada no copo, parti para o prato principal, que ainda era um teste da minha capacidade de seguir receitas e tabelas de tempo de cozimento.

Dica: Nomade Scotch Ale. Uma chilena bem encorpada que ganhei da namorada Smiley piscando.

image

A receita completinha vocês podem ver nos links lá em cima, mas no meu caso, usei um capellini integral e o ovo cozido com gema mole da segunda receita.

DSC_5119

As medidas de manteiga, creme de leite e a xícara de água do cozimento fazem toda a diferença no resultado final, então sigam!

Quanto aos testes, realmente foram úteis. Entre alguns erros de execução, vou contar só que quebrei um ovo dentro da água, soltando ele com medo de me queimar. Ok né.

Aquela trilha:

Weep for yourself, my man,
You’ll never be what is in your heart
Weep little lion man,
You’re not as brave as you were at the start
Rate yourself and rake yourself,
Take all the courage you have left
Wasted on fixing all the problems that you made in your own head